Home

O Coletivo Marta se constituiu em 2018 e trabalha na interseção Comunicação e Esporte. Nos propomos a estudar os fenômenos dessa interface a partir de perspectivas teóricas contemporâneas da Comunicação, sobretudo aquelas que dialogam com a cultura, a política e abordagens críticas de análise. Dentro do grupo, buscamos dar espaço para temas de pesquisa pouco explorados nessa interseção e para atores invisibilizados no âmbito do esporte. Por isso, a escolha do nome, inclusive, Coletivo Marta, para demarcar um certo posicionamento político em torno das agendas de pesquisa tradicionais da área.

Publicações acadêmicas em destaque


Áreas de pesquisa em destaque

Culturas e práticas torcedoras

As culturas torcedoras brasileiras têm passado por diversas transformações ao longo das últimas décadas, com destaque para as mudanças vivenciadas nos últimos 20 anos. Temos estudado, por exemplo, tanto as novas configurações de grupos de torcedores e torcedoras, como os coletivos de mulheres, quanto a emergência de novas lideranças torcedoras nas comunidades online dedicadas aos clubes de futebol brasileiros. Também temos pesquisado os produtos de mídia feitos por torcedores e torcedoras, tentando compreender como esses sujeitos têm se apropriado de novas tecnologias. É de nosso interesse compreender as implicações de novos agrupamentos e novas práticas para a conformação do que temos chamado de ecossistema das torcidas no Brasil.

Protestos e ativismo no esporte

Historicamente, vemos no futebol, por exemplo, a emergência de grupos com caráter mais militante de torcedores pelo menos desde a década de 1960. Mais recentemente, essas ações se proliferaram como resultado do que Giulianotti (2002) chama de hipercomodificação do futebol. Temos estudado diversas formas de ativismo e campanhas cívicas de torcedores brasileiros, como o #ForaRicardoTeixeira, a campanha O Maraca é Nosso e os Movimentos Contra o Futebol Moderno. Também estamos investigando ações coletivas de mulheres torcedoras como a conformação do Movimento Mulheres de Arquibancada e ativismo envolvendo atletas, como o caso recente de Colin Kaepernick.

Esporte, gênero e Comunicação

Assim como os estudos de gênero têm vivenciado um crescimento exponencial não só em função do maior interesse acadêmico pelo assunto mas também em termos de centralidade da questão de gênero para a compreensão de diversos fenômenos sociais, políticos e culturais, no esporte, também temos percebido a importância de perspectivas de gênero para a compreensão de formas de opressão e desigualdade no que tange à participação de mulheres em modalidades esportivas, em culturas torcedoras, como profissionais da gestão esportiva e da comunicação esportiva. Entre os diversos objetos que temos estudado estão projetos de mídia de torcedoras, representações de mulheres comentaristas de futebol e coletivos de torcedoras como o Toda Poderosa Corinthiana.


Leituras semanais do grupo

O Coletivo Marta se reúne todas as semanas às quintas-feiras. Nossas reuniões são em geral guiadas por alguma leitura relacionada com nosso trabalho atual.

Confira os últimos textos lidos!


Projetos experimentais em destaque


Contato

Universidade Federal de Minas Gerais

Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas (Fafich)

Departamento de Comunicação Social (DCS) – Sala 4252

Av. Antônio Carlos, 6627 – Campus Pampulha, 31270-901 – Belo Horizonte/MG, Brasil

Nos siga no Instagram.

Nos mande uma mensagem

search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close